BodyTalk visa escutar o corpo em todas as suas instâncias, através do biofeedback neuromuscular, e da intuição estruturada (conhecimento técnico e intuitivo) do terapeuta. O complexo corpo mente pode melhorar seu estado de equilibrio e sua capacidade inata de auto regulação quando observamos onde está a quebra de comunicação nos sistemas do corpo, e porque aconteceu. Trata vários quadros de saúde, complementa e otimiza outros tratamentos sem interferência.  

 

http://www.bodytalkbrasil.com.br

aulas o objetivo é a reeducação do gesto pela consciência corporal, tonificando, estabilizando e estimulando o corpo ativamente através de exercícios específicos. A reorganização do gesto funcional (o “gesto justo”) busca alcançar a coordenação motora comum a todos; assim como a liberação expressiva do movimento e da respiração do aluno, que vai aprender a se “organizar”a partir de sua tipologia. 

terapia manual o foco é o desbloqueio mecânico e energético e o reequilíbrio das tensões musculares, através das manobras de "accordage" do GDS, (que colocam “em acordo” os encadeamentos musculares que possam estar causando entraves), associadas às manobras deslizantes da massagem abhyanga utilizando óleos vegetais e essenciais escolhidos na leitura do DOSHA (características fisiológicas, que indica

nossa “bioenergia”).      

 

http://www.apgds.com

Individual e personalizado

O plano de tratamento se estabelece a partir de uma primeira sessão, que envolve uma conversa sobre o histórico de saúde do cliente e o que o motivou a procurar o tratamento terapeutico.

Proponho três vias de acesso ao trabalho de “Reintegração”, sempre com um único foco; auto desenvolvimento através da consciência, visando o melhor funcionamento possível do complexo corpo mente do paciente.

 

Apartir do Método GDS de estudos das cadeias musculares e articulares, faço uma leitura corporal (psico mecânica), 

identificando assim o terreno de predisposição biomecânica a ser equilibrado, nas aulas ou terapia manual.

Pelo sistema holístico BodyTalk, damos um passo além, sendo ele um método

que alia ciência de ponta, física quântica, filosofia Advaita e Medicina Chinesa.

A terapia se desenvolve no sentido de desconstruir hábitos, crênças, caminhos bioquímicos e padrões posturais que estejam interferindo no bom funcionamento do complexo corpo-mente, podendo gerar inúmeros sintomas.

disponibilizam o corpo, equilibrando as tensões musculares, ativando o “centro”, e afinando os gestos.
 

O movimento “dançado” é proposto conforme o fluxo vai tomando o espaço do corpo…

As idéias de R. Laban* vão sendo abordadas na prática, já a partir de sequências de movimentos que se iniciam no chão, e seguem daí experimentando as idéias de peso, tempo, fluência e esforço; explorando os diferentes níveis do espaço.

Fecha um ciclo; o espaço interno do corpo ... para então ocupar o espaço externo ao do corpo. 

 

        Criação:

 

Abro outro ciclo; e inicio incluindo no processo um caderno que chamo de “diário de bordo”, para registrar experiências, entre outras explorações.

 

Através de jogos e estimulação dos sentidos, começo a provocar o aluno de forma mais subjetiva, a sentir e então expressar pelo  corpo suas sensaçoes, memórias, e emoções.

 

A improvisação solo surge como proposta de uma “escritura através do corpo”. Já na relação com o outro, através do contato improvisação, surge o “diálogo dos corpos”.

 

Na conclusão, a retomada ao estímulo inicial da observação, para que assim seja traçado um caminho de apropriação do movimento espontâneo e autoral, buscando a criação  de partituras de movimento, escritas e também desenhadas.

 

* “Rudolf Laban, (...) foi um dançarino, coreógrafo, teatrólogo, musicólogo, considerado como o maior teórico da dança do século XX e como o "pai da dança-teatro". Dedicou sua vida ao estudo e sistematização linguagem do movimento em seus diversos aspectos: criação, notação, apreciação e educação.”

“Da Estrutura à Criação” - Harmonizar o corpo para a vivência criativa do movimento.

Numa primeira etapa o trabalho busca estruturar o corpo pela reeducação do movimento. Começamos pela “afinação”

do instrumento corpo.

Na segunda etapa o objetivo é estimular a expressão criativa de forma lúdica, através

de técnicas da dança contemporânea e artes plásticas. O resultado “artístico” pode ser direcionado para um espetáculo de dança  ou teatro, para a produção em artes plásticas/ visuais, ou pode simplesmente ser o bem estar causado pelo fluir de gestos expressivo que surgem a partir dos movimentos livres de entraves.

Neste formato o trabalho pode acontecer em grupos de 4 a 10 pessoas. Observo as características deste corpo coletivo e suas demandas em comum, para definir então a melhor estratégia de trabalho. A estrutura se mantém sempre, mas os estímulos e os jogos propostos em cada etapa se alteram de acordo com as características do grupo.

 

O trabalho pode acontecer no formato de “curso regular”, com aulas semanais, ou como “Workshop”, com em média 5 encontros de duas horas de duração.                    

         Estrutura:

Através de exercícios de respiração, o estímulo à observação do “rítmo natural” e

à percepção das sensações do “corpo presente”, como início do trajeto para

a consciência corporal.  



Introduzo sequências de escovação da pele, percussão e torção dos ossos, abordando assim formas de “acordar” o próprio corpo

pelo toque.

As sequências de exercícios, baseados no método Pilates Solo e na Reeducação do Movimento (método Ivaldo Bertazzo),

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now